Retornar a Categoria:
Transações de estoque

Como fazer uma remessa para demonstração

Precisando enviar seus produtos para uma feira ou exposição? Veja como é fácil registrar uma remessa para demonstração utilizando o Nex.

Importante

  • Esse recurso está disponível para assinantes dos planos PREMIUM e FISCAL. Saiba mais a respeito dos nossos planos de assinatura.
  • O Nex não trabalha com vendas consignadas, essa operação não é adequada para esse cenário.

Para que serve a remessa para demonstração?

A remessa para demonstração é uma transação que permite enviar produtos para feiras e exposições. Essa saída de estoque não representa uma venda, pois seus produtos irão retornar ao seu estoque após o período em demonstração.

Caso você seja assinante do Plano FISCAL, esta operação irá gerar uma Nota Fiscal Eletrônica referente a esse procedimento. É importante ficar atento, pois a remessa para conserto possui uma validade que varia entre 30 e 60 dias, dependendo do estado. Caso tenha alguma dúvida fiscal a respeito deste procedimento, recomenda-se verificar com sua contabilidade.

Vamos aprender a fazer uma remessa para demonstração?

1. Na tela de Estoque, acesse a aba TRANSAÇÕES.

2. Clique no ícone de SUBTRAÇÃO (-).

3. Clique na opção 3. REMESSA PARA DEMONSTRAÇÃO.

4. Selecione para qual CLIENTE será enviada a remessa.

Independente de ser uma pessoa física ou uma empresa, é necessário que o destinatário esteja cadastrado como cliente no Nex.

5. Lance os PRODUTOS que farão parte desta remessa.

6. Clique em CONCLUIR (F2).

Pronto!! A remessa para demonstração foi gerada com sucesso!

Veja também:

Ainda não conhece o Nex?

Seu comércio na palma da mão com o aplicativo do Nex. Faça vendas, cadastre produtos, clientes e acompanhe sua loja de forma rápida e fácil.

Baixe Grátis

Veja mais tutoriais sobre 

Transações de estoque

Atenção: todos produtos publicados no catálogo devem seguir a regulamentação de órgãos responsáveis como a Avisa.
A Nextar se reserva o direito de retirar do ar todas as páginas que comercializem produtos que não estejam de acordo com a legislação brasileira.